Acompanhe nas
redes sociais:
Facebook Instagram

Notícias

22/03/2021 09h00

Curável na maioria dos casos, o Câncer do Endométrio atinge principalmente mulheres na menopausa

É importante que a mulher faça com regularidade os exames – clínicos, laboratoriais ou radiológicos – que o especialista indicar

Cirurgião oncológico, Dr. Aldo Barros

O câncer de endométrio é um dos tumores ginecológicos mais frequentes, segundo o Instituto Vencer o Câncer. Ele acomete principalmente mulheres após a menopausa. Esse tumor é altamente curável na maioria dos casos.

Predisposição genética, excesso de gordura corporal, diabetes mellitus, dietas com elevada carga glicêmica, crescimento endometrial, falta de ovulação crônica, uso de estrogênio para reposição hormonal após a entrada na menopausa, menstruação precoce, menopausa tardia, nuliparidade (nunca ter engravidado ou ter tido filhos), Síndrome do Ovário Policístico e Síndrome de Lynch são os fatores de risco da doença.

“A detecção precoce é a melhor estratégia, por isso é importante a regularidade dos exames clínicos, laboratoriais ou radiológicos, de pessoas com sinais e sintomas sugestivos da doença ou com o uso de exames periódicos em pessoas sem sinais ou sintomas, mas pertencentes a grupos com maior chance de ter a doença”, orientou o cirurgião oncologista, Aldo Barros.

O Instituto Nacional do Câncer (INCA) informa que não há evidência científica de que o rastreamento do Câncer de Endométrio traz mais benefícios do que riscos e, portanto, até o momento, não é recomendado. Entretanto, sabe-se que o diagnóstico precoce possibilita melhores resultados em seu tratamento e deve ser buscado com a investigação de sinais e sintomas.

“Se a mulher apresentar sangramento vaginal após a menopausa, dor pélvica, cansaço, perda de peso e apetite, na maior parte das vezes, pode-se suspeitar de que sejam sinais deste tipo de câncer, mas, antes de qualquer conclusão, é imprescindível a investigação de um médico ginecologista ou oncologista”, afirmou o cirurgião da Oncoclínica.

Para o tratamento do tumor maligno, o médico oncologista pode recomendar a cirurgia para remoção do útero, ovários e trompas. Algumas mulheres não precisarão de tratamento complementar após o procedimento, mas há quem precisa complementar com radioterapia e quimioterapia.

Oncoclínica | Centro de Tratamento Oncológico

Endereço:

Rua José Freire Moura, nº 45

Ponta Verde - Maceió-AL

 

Telefones

82 3231-5754 / 3327-4659

 

Horário de Funcionamento

Segunda a Sexta: 9h às 18h

 

Dra. Patrícia de Araújo Amorim

Diretora Técnica Médica

CRM/AL 2710 / RQE 1109

© Copyright 2021. Oncoclínica Maceió.
Todos os direitos reservados