Acompanhe nas
redes sociais:
Facebook Instagram

Notícias

04/04/2022 09h44

Apesar de menos incidente, o câncer de testículo acomete homens em idade produtiva

Essa é a preocupação de especialistas que recomendam a prática do autoexame e o check-up

Ilustração

O tumor de testículo corresponde a 5% do total de casos de câncer entre os homens. É facilmente curado quando detectado precocemente e apresenta baixo índice de mortalidade. Apesar de considerado raro, por ele ter maior incidência entre homens em idade produtiva, o alerta é imprescindível.

Conforme o Instituto Nacional do Câncer (INCA), o mais comum é o aparecimento de um nódulo duro, geralmente indolor, aproximadamente do tamanho de uma ervilha. Entretanto, é importante ficar atento a outras alterações, como aumento ou diminuição no tamanho dos testículos, endurecimentos, dor imprecisa na parte baixa do abdômen, sangue na urina e aumento ou sensibilidade dos mamilos.

“Caso sejam observadas alterações, o médico, de preferência um urologista, deve ser consultado. A detecção precoce do câncer é a estratégia para encontrar o tumor em fase inicial e, assim, possibilitar maior chance de tratamento. Também é preciso que nós estimulemos nos homens o autoexame, apesar de não existir um protocolo determinado”, explicou a médica oncologista Patrícia Amorim.

Os riscos são maiores em homens com histórico familiar e história prévia em testículo contralateral, com infertilidade, com criptorquidia (não descida de um ou dos dois testículos para a bolsa escrotal) e em trabalhadores expostos a agrotóxicos.

Oncoclínica | Centro de Tratamento Oncológico

Endereço:

Rua José Freire Moura, nº 45

Ponta Verde - Maceió-AL

 

Telefones

82 3231-5754 / 3327-4659

 

Horário de Funcionamento

Segunda a Sexta: 9h às 18h

 

Dra. Patrícia de Araújo Amorim

Diretora Técnica Médica

CRM/AL 2710 / RQE 1109

© Copyright 2022. Oncoclínica Maceió.
Todos os direitos reservados